Portal JNMT
Portal JNMT
ARTIGO

Novo Mandamento de Jesus, Solidariedade Mundial e Voltaire

Data: Sexta-feira, 12/08/2016 00:00
Autor(a): João Paiva Neto
Sobre Autor(a): Escritor

A respeito da necessidade constante do espírito solidário nos relacionamentos pessoais, entre as comunidades e entre as nações, cumpre lembrar o Novo Mandamento de um grande pedagogo, Jesus dessectarizado, portanto ecumênico, quando ensina:

 

“Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros. O meu Mandamento é este: que vos ameis como Eu vos tenho amado.

Não há maior Amor do que doar a própria Vida pelos seus amigos. E vós sereis meus amigos se fizerdes o que Eu vos mando. E eu vos mando isto: amai-vos como Eu vos amei. Já não mais vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor.

 

Mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto aprendi com meu Pai vos tenho dado a conhecer. Não fostes vós que me escolhestes; pelo contrário, fui eu que vos escolhi e vos designei para que vades e deis bons frutos, de modo que o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vos conceda.

E isto Eu vos mando: que vos ameis como Eu vos tenho amado. Porquanto, da mesma forma como o Pai me ama, eu também vos amo. Permanecei no meu Amor” (Evangelho de Jesus, segundo João, 13:34 e 35; 15:12 a 17 e 9).

 

E também está afirmativa de Voltaire*7 (1694-1778):

 

— “Desde a Índia até a França, o Sol não vê mais do que uma família imensa, que deveria reger-se pelas leis do Amor. Mortais, somos todos irmãos. ”

 

O Mandamento Novo do Cristo, o Divino Estadista, e a reflexão do polêmico filósofo iluminista francês constituem dois fortes pilares de uma sociedade que queira viver distanciada do suicídio coletivo das guerras de todos os tipos, cada vez mais incontrolavelmente destruidoras.

PUBLICIDADE