Portal JNMT
Portal JNMT
ARTIGO

Então é Natal!

Data: Sexta-feira, 23/12/2016 00:00
Autor(a): Licio Antonio Malheiros
Sobre Autor(a): É professor e geógrafo

O Natal é a festa Cristã mais esperada e desejada por nós, pois  simboliza o nascimento do menino Jesus em uma manjedoura, lugar usado para alimentar animais; na verdade, trata-se de um estábulo propriamente dito. Seu nascimento em uma manjedoura denota simplicidade, humildade e mais do que isso, o desprendimento dos recursos materiais.

 

Em função de o menino Jesus ter nascido em uma manjedoura, da origem a criação do presépio, o termo presépio vem do latim “praesaepe” que significa: curral estábulo, em uma gruta onde nasceu o menino Jesus. O precursor da criação do presépio, segundo a Igreja Católica; é São Francisco de Assis, que em 1223 montou em uma gruta em Gréccio, na Itália, a encenação da Natividade com o objetivo de ensinar aos fieis a importância do Natal.

 

Então é Natal, esta data  sublime nos remete ao nascimento do menino Jesus,  em uma manjedoura, cercado por animais, em Belém de Judá, no tempo do rei  Herodes. Seu nascimento se deu de forma simplória, tanto é verdade, que os reis magos ali chegaram, conduzidos por uma estrela brilhante.

 

Levando para o menino Jesus, presentes que tinha um significado especial para época (mirra, ouro e incenso). Estes presentes possuem um significado especial, o ouro representa a realeza, a mirra (resina antisséptica) simbolizava a pureza, enquanto o incenso simbolizava a fé.    

 

Reportando-nos a um período mais recente, o significado do Natal continua o mesmo, porém o homem criou a figura do bom velinho o Papai Noel, isto aconteceu, em função  da atitude marcante do bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.c; este homem era alguém de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

 

O Natal do século XXI,  marcado por  intenso comércio criado pelo homem, visando favorecer o comércio lojista, na tentativa exacerbada de aferir lucros, usando como pano de fundo, uma data muito especial para todos os homens da terra, o nascimento do menino Jesus,  nosso salvador.  

 

Esperamos que neste Natal, as pessoas possam ser mais humanas, do que: vaidosas, orgulhosas, egocentristas, mesquinhas, individualistas, prepotentes e por ai vai.

 

E que as pessoas possam derrubar os muros, não apenas os físicos, também, aqueles que  se instalaram, em nossos corações, que nos impediram de dizer ao próximo, a nossos irmãos, te amo, gosto de você, me perdoe. Através de um pequeno gesto, poderemos nos tornar pessoas de bem, de bom coração e que tenha em seu semelhante, a imagem do Nosso Senhor Jejus Cristo nosso criador.

 

A música, Marcas do Que Se Foi, retrata bem o espírito natalino, vamos decliná-la.

 

“Este ano quero paz no meu coração, quem quiser ter um amigo, que me dê à mão. O tempo passa e com ele, caminhamos todos juntos, sem parar, Nossos passos pelo chão vão ficar. Marcas do que se foi sonhos que vamos ter, como todo dia nasce, novo em cada amanhecer.......”

 

Desejo a todas as pessoas: parentes, amigos, enfim, a todos indistintamente; que ao longo deste ano, nos acompanharam lendo nossos artigos, pautados na verdade, na honestidade e principalmente na sinceridade. Feliz Natal, prospero ano novo, repleto de realizações, e que nos inspiremos cada vez mais, naquele que veio a terra, para derramar seu sangue para nos  salvar.

 

 

PUBLICIDADE