Portal JNMT
Portal JNMT
ARTIGO

Diminui a violência

Data: Segunda-feira, 06/03/2017 00:00
Autor(a): Onofre Ribeiro
Sobre Autor(a): É jornalista em Mato Grosso

No carnaval de 1978 eu editava o jornal “Diário de Mato Grosso”, em Cuiabá. Lembro-me que naquele carnaval, tirando os bebuns de sempre, não se registrou uma única ocorrência sequer de violência. A capital tinha 232 mil habitantes e Várzea Grande 40 mil. Tempos bons aqueles. Carnaval de 2017 registrou 73% menos ocorrências policiais do que em 2017. Só homicídios, caíram de 22 para 6 neste ano. Ocorrências como furtos caíram 42%, roubos, 46% e tráfico em 31%.

       

São números que merecem ser comemoradas num momento em que o país segue desgovernado e desajustado socialmente. Conversei na área da segurança no governo de Mato Grosso sobre a percepção da redução da violência.

 

O consenso é o de que a contratação de novos 3.500 profissionais na segurança, mais 329 novas viaturas e 174 motos, somados com o fortalecimento dos CIOPs e os investimentos em inteligência tenham resultado na prática em redução da violência.

        

 

O secretário de Comunicação, Kleber Lima, disse-me que é um conjunto grande de ações na segurança que justificou a queda da violência. Cita os planejamentos feitos em 2015 e 2016. Por exemplo, a opção de investir na segurança em detrimento do RGA dos funcionários públicos foi uma atitude com efeitos concretos, apesar dos desgastes gerados na crise de relacionamento com os servidores.

     

A crise financeira que hoje se instalou em todos os estados e municípios deixou bem clara a percepção de que os governantes precisarão ter critérios muito bem definidos quando optarem por sua aplicação.

 

A sociedade está se mostrando muito mais interessada nos resultados alcançados nas atividades-fins como a segurança, por exemplo, do que nos investimentos feitos nas atividades-meios que não resultam em conforto para a população.

       

O que fica bem claro com a redução da violência em 2017, é que as gestões públicas, se escolherem as metas certas, alcançarão as resultados desejados pela população. Menos sangue nas ruas realmente importa muito pra todos os mato-grossenses.

 

 

PUBLICIDADE