Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

#MP denuncia empresário por fotografar corpo de adolescente morta e divulgar na web, em Rio Verde

Data: Sexta-feira, 14/09/2018 19:58
Fonte:
Foto: Reprodução

O Ministério Público denunciou o empresário Murilo César de Souza, de 56 anos, por fotografar o cadáver de uma adolescente e divulgar na internet, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Ele é candidato a deputado estadual. A garota, de 13 anos, foi assassinada por dois homens e teve seu corpo jogado em um lote baldio.

G1 entrou em contato por telefone às 14h40 com a empresa do denunciado, mas ele não foi localizado para comentar o caso. A reportagem também o partido político ao qual ele é filiado, mas não obteve resposta até a publicação dessa reportagem. A defesa de Murilo não foi localizada até a tarde desta sexta-feira (14).

Murilo responde pelo crime de vilipêndio de cadáver. A adolescente foi encontrada morta no Bairro Santo Agostinho no dia 22 de agosto e estava com roupas íntimas a mostra. De acordo com a assessoria do Ministério Público, o denunciado passava pelo local quando viu o cadáver no lote baldio.

“Enquanto trafegava em direção ao Hospital do Câncer desta cidade, o denunciado visualizou uma grande aglomeração de pessoas na Rua Pedro Álvares Cabral, ocasião em que, por curiosidade, decidiu averiguar a situação”, consta a denúncia.

O documento aponta ainda que o ele tirou duas fotos do corpo da vítima e fez uma selfie com o cadáver ao fundo. “Em continuidade, o denunciado, que está em campanha eleitoral para deputado estadual, compartilhou as fotos em um grupo [...] com a seguinte legenda: ‘Aqui perto hospital de câncer. Mais uma vítima da violência’”.

A foto foi visualizada e compartilhada por diversas pessoas. Além da denúncia criminal, o MP pede que a família da vítima seja indenizada por danos morais e materiais causados em decorrência da exposição da adolescente morta.

A reportagem também procurou o Tribunal de Justiça por email para saber se a denúncia já foi recebida, mas ainda não obteve resposta até a publicação dessa reportagem.

 

Por Vitor Santana, G1 GO

PUBLICIDADE