Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

#Golpista aborda pacientes em hospitais; dá "remédios" e rouba em mt

Data: Segunda-feira, 01/10/2018 20:15
Fonte:
Foto: Reprodução

Francisco Francioni, de 67 anos, passou 20 anos preso por sequestro e assalto a bancos. A pena somava 120 anos de prisão. Ele conseguiu fugir para continuar a vida de criminoso explorando a boa-fé de doentes.


Em hospitais de tratamento de câncer, ele abordava pacientes na fila de espera e oferecia um remédio natural que curaria a doença. Ele levava a vítima para fora do hospital para continuar a conversa.


O doente aceitava o remédio e logo desmaiava. Era quando Francisco aproveitava para roubar dinheiro e celular.


Uma das vítima ele fez em Cuiabá. Após ingerir o “boa noite cinderela”, o criminoso roubou o celular, dinheiro e carteira da vítima, que tinha o cartão de banco. O prejuízo estimado foi de R$ 7 mil.


Além do prejuízo financeiro, o homem ficou por 8 dias na UTI. “Os médicos me acharam já quase sem pulso. Ainda bem que me socorreram urgente, senão já tinha ido”, relatou.


Uma outra vítima em Cuiabá foi abordada num hospital onde faria o exame de próstata. Após dopar a vítima, ele a levou a um shopping.


Quando a vítima desmaiou, o golpista esperou o socorrista do shopping chegar. Em seguida, fugiu com a carteira da vítima.


O caso acabou de forma trágica, pois a vítima morreu três dias depois.


O criminoso fez vítimas também em Rondonópolis.


Segundo a polícia, pelo menos três vítimas do golpe morreram. Há 11 dias, Francisco foi preso em Goiás, usando nome falso.

 

Folhamax 

PUBLICIDADE