Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

#Alunos do IFMT Juína promovem manifestação contra contingenciamento na educação

Data: Quinta-feira, 16/05/2019 09:32
Fonte: Cleber Batista JNMT
Foto: JNMT

Um grupo de aproximadamente 150 alunos se mobilizou em Juína depois de acompanhar os anúncios nos últimos dias feitos pelo Governo Federal sobre contingenciamento de verbas para a educação em todo o Brasil.

Os alunos do Instituto Federal Campus Juína se organizaram para uma manifestação na cidade desde as 16h00min desta quarta-feira, 15; a concentração ocorreu na Praça da Bíblia e no início da noite eles fizeram uma pequena passeata ao redor da praça.

Ainda no local foram expostos registros de apresentações com alguns banners das informações de situações que envolveram alunos, são trabalhos de pesquisas e outras participações em diversos eventos não só de Juína, mas de outras cidades do estado de Mato Grosso e do Brasil.

O professor Rafael Fortes explicou a importância dessa manifestação envolvendo alunos e profissionais da unidade.

“Primeiramente eu gostaria de falar para a população que a gente não está brigando por salário, a gente não está brigando por melhorias de infraestrutura; nesse momento a gente está brigando é pela manutenção do nosso ensino; se a gente não tiver os repasses o instituto de Juína só conseguirá sobreviver até o mês de julho próximo, depois disso o Instituto não vai ter mais condições de caminhar”, relatou.

Raquel Caroline Stoll, aluna do IF na cidade também participou da organização para a manifestação na praça em Juína.

“Os estudantes estão muito indignados com esse contingenciamento, porque  vai afetar de uma maneira enorme o funcionamento da instituição; são funcionamentos básicos, mas importantes na qualidade do ensino dos estudantes que serão penalizados com os cortes afetando as pesquisas;  viagens técnicas, coisas que são de extrema importância, de extrema relevância para o conhecimento dos estudantes e benefícios da comunidade”, observou Caroline.

O diretor do IFMT Campus Juína, Vagner Mendes destacou que o momento serviu para explanar sobre as dificuldades que o contingenciamento pode proporcionar se forem de fato efetivados.

“Mostramos a importância do porquê de nós estamos aqui hoje; nós estamos reivindicando e colocando a preocupação que nós temos com esse corte; o congelamento dos recursos da ordem de 30% que o Governo está estabelecendo, nós explicamos em sala de aula para os alunos sobre essa paralisação e a gente está retomando e explicando sobre a importância desse movimento em todo o Brasil junto com a união dos estudantes em torno de uma causa”, concluiu.

Atualizada às 11h01min 

PUBLICIDADE