Portal JNMT
Portal JNMT
NOTICIAS

#Centro cirúrgico de Juína voltou a ser utilizado após reformas

Peruzzo definiu como mais um passo importante e histórico para a cidade

Data: Terça-feira, 03/12/2019 07:41
Fonte: Cleber Batista JNMT
Foto: JNMT

As atividades do Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Dr. Hideo Sakuno em Juína – MT foram retomadas no fim de semana, porém o evento solene foi realizado na manhã desta segunda-feira (02). Além de profissionais do hospital estavam presentes o prefeito Altir Peruzzo, o vice-prefeito Luís Braz outros  secretários e vereadores da cidade.

De acordo com o executivo municipal foram reformados e adequados cerca 350 metros quadrados de construção somando três salas de cirurgias, uma sala de recuperação e pós-anestésicos, três salas de parto e pós-parto, banheiros, copa, posto de enfermagem, depósitos de materiais e insumos; o local também conta com salas de cuidados de recém-nascidas e parturientes entre outros departamentos específicos.

O centro cirúrgico passa agora a oferecer ainda mais qualidade e estrutura também de equipamentos de ponta, alguns comparados pela secretária Leda Villaça como de primeiro mundo.

“Desta forma vamos oferecer mais conforto a equipe de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem e enfim aos pacientes, estamos com a sensação de dever cumprido, sempre pensando em melhorar cada vez mais”, finalizou.

“Essa unidade é o local onde há 40 anos a população de Juína e região noroeste é atendida e acaba fazendo o papel de hospital regional. Agora melhorou muito com toda adequação dentro das normas exigidas pela vigilância sanitária, vamos garantir sempre a higiene e melhor um espaço com  qualidade para os profissionais”, frisou o prefeito Altir Peruzzo.

Além dos investimentos que foram realizados ainda estão previstos mais duas etapas de reformas e ampliação de leitos, algumas delas já começaram na manhã desta terça-feira (03) segundo Olivaldo Moraes, diretora administrativo do hospital.

Pacientes que aguardam na fila pelas cirurgias devem possivelmente ser chamados com maior agilidade; foram investidos na obra cerca de R$ 360.000,00.

PUBLICIDADE