quarta, 18 de maio de 2022

COLUNA

Diga NÃO ao padrão de beleza

Data: Quarta-feira, 11/05/2022 15:12

Devido à forte influência da TV, internet e novelas existe hoje uma padronização estética no Brasil. A maioria das mulheres estão usando o mesmo corte, a mesma cor de cabelo, a mesma maquiagem sem nenhuma personalização. Não há uma identidade, uma intenção por trás daquela linguagem visual.

Essas imagens não expressam as qualidades interiores do indivíduo e por isso o visagismo anda totalmente na contramão do que chamamos "padrão de beleza".

O visagismo veio para personalizar o desejo de cada pessoa de acordo com o estilo de vida, personalidade e sua expectativa com relação a imagem.

Para o visagismo, a forma segue a função. Se a adequação de imagem é feita dentro dos padrões de beleza e a pessoa não está preparada para sustentar essa imagem, a análise é considerada malfeita.

Por isso, a pessoa precisa ter o conhecimento de como sustentar aquela imagem e se aquilo é conveniente para ela ou não.

A padronização estética está diretamente ligada à busca pelo poder e sensualidade. O problema é que a maioria das pessoas não sabem diferenciar as duas características.

Na época da novela 'Cobras e Lagartos', havia uma personagem com cabelos longos e loiros e usava unhas e batom vermelhos. Muitas mulheres se inspiraram nessa personagem, vestindo a ideia sensual, ousada e imbatível. Isso provocou uma grande procura nos salões de beleza pelo loiro dos “impossíveis” e megahair.

A sensualidade tem sido muito procurada. Grande parte das mulheres querem chamar atenção e serem observadas. Porém, devemos nos atentar a existência de dois tipos de sensualidade: Temos aquela que está relacionada a aventura e aquela que transmite credibilidade.

É preciso tomar muito cuidado com informações na leitura visual que envolvem o corte e cor do cabelo, entre outros. Caso a mulher transmita involuntariamente ou equivocadamente uma sensualidade ligada à aventura, ela pode ter prejuízos no ambiente de trabalho ou num relacionamento, por exemplo.

Para descobrir a sua própria beleza o autoconhecimento é fundamental. É preciso valorizar os pontos positivos de cada indivíduo e revelar o belo. A pergunta que fundamenta toda essa construção é: “O que você deseja expressar através da sua imagem?”.

A identificação do desejo de cada indivíduo com a consequente adequação de imagem, atua no comportamento de forma positiva e proporciona uma melhora em todos os aspectos da vida.  É terapêutico.

A autoestima fica tão elevada que a pessoa se sente mais segura e não se importa com a opinião dos outros.

Sempre digo para as clientes que atendo: todo temperamento tem seus pontos positivos e pontos que precisam ser melhorados. Nosso trabalho é identificar o que se pode melhorar na sua essência trazendo isso para fora e diminuindo aquilo que não é necessário.

O trabalho do visagista é fortalecer os pontos positivos do indivíduo através da sua imagem.

Autor: Carol Bispo
Sobre o autor:
*CAROL BISPO é visagista formada pela Philip Hallawell e hair designer da escola Internacional Pivot Point, além de designer de cachos Devacurl e graduanda em Psicologia. Instagram: @carolbispo_visagista