quarta, 26 de fevereiro de 2020

NOTÍCIAS

Data: Quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020     Fonte: Allan Pereira

Prefeitura exonera diretora e mais 2 por perseguir e chamar crianças de burras em MT

Prefeitura de Tangará da Serra exonerou a diretora Maria José Batista e os coordenadores Aroldo Miguel Chaves e Abner Alcântara da Creche Municipal Ayrton Senna, após denúncias de maus-tratos aos alunos e perseguições. Teriam também xingado as crianças de burras. Todos ocupavam cargos comissionados.

Segundo nota da Prefeitura, o caso veio a tona após denúncia de uma das professoras da unidade. À Ouvidoria, ela afirma ter sido vítima de perseguições, ofensas, xingamentos e humilhações por parte da gestão a frente da direção e coordenadoria. “Já gritou comigo, totalmente descontrolada dizendo ‘esta escola é minha, quem manda aqui sou eu’”, revelou.

Gritavam com os alunos, chamavam de burros e questionavam se estas crianças não recebiam educação em casa

Mãe de aluno

No Facebook, a mãe de um dos alunos chegou a endossar a denúncia. “No último ano pude constatar abusos de autoridade da coordenação. Os coordenadores pegavam o microfone e gritavam com os alunos, chamavam de burros e questionavam se estas crianças não recebiam educação em casa”, afirma em comentário de postagem no Facebook.

Na imprensa local, o coordenador Abner, que é também professor e vice-presidente do Sindicato dos Professores na regional de Tangará da Serra, aponta que as exonerações são perguisações políticas. Ressalta que, mesmo ocupando um cargo de indicação, foi eleito democraticamente pela comunidade escolar para ocupar a função. "Não há nada que desabone nossa conduta profissional. Vamos continuar na luta por nenhum direito a menos".