segunda, 30 de março de 2020

NOTÍCIAS

Data: Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020     Fonte: Gazeta Digital- Pablo Rodrigo

Pedro Taques entra na disputa com Nilson Leitão pelo Senado

Reprodução

O ex-governador Pedro Taques (PSDB) entrou de vez na briga para disputar a eleição suplementar ao Senado em 26 de abril. A decisão de requerer a vaga dentro do ninho tucano ocorre após uma pesquisa realizada pelo PSDB nacional em que Taques aparece em um empate técnico com o ex-deputado Nilson Leitão (PSDB), com uma pequena vantagem para o primeiro.  

 

Taques e Leitão se reuniram na última sexta-feira (21), quando o ex-governador comunicou a intenção de brigar pela indicação.  A postura de Taques deixou Nilson Leitão bastante irritado. Isso porque em janeiro, o ex-parlamentar procurou o ex-governador colocando o nome a disposição para a disputa suplementar.

 

Na época, Taques teria dito que não pensava em disputar.  O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) acredita que é possível manter a unidade da sigla, e que os dois ainda possam se entender.  

 

"O mais importante disso tudo é a unidade partidária. São dois ótimos nomes para qualquer disputa. Ainda aposto que os dois irão sentar e resolver isso sem que seja necessário uma disputa interna", disse Santos.   

 

Apesar do otimismo a tendência é que a escolha gere uma crise no ninho tucano. Isso porque Pedro Taques exige que uma eventual disputa interna seja feita através de uma prévia entre os filiados, e não por decisão da direção partidária.  Para Taques, Nilson leva vantagem na direção por ter maior tempo na sigla e uma vida orgânica de partido mais intensa do que a do ex-governador, que, desde a última eleição de 2018, tem evitado participar ativamente da direção.  

 

Pedro Taques e Nilson Leitão disputaram na mesma chapa as eleições de 2018, sendo que Taques terminou em 3º lugar para o governo, com 271,9 mil votos. Já Leitão terminou a disputa ao Senado em 5º lugar com 330,430 mil votos.   

 

A convenção do PSBD para a escolha do candidato e da aliança para a eleição suplementar será no dia 11 de março.