sábado, 30 de maio de 2020

NOTÍCIAS

Data: Sexta-feira, 27 de março de 2020     Fonte: Olhar Direto- Fabiana Mendes

Pastor e esposa são presos por negar interrupção de culto e incitar fieis a avançar na PM

Reprodução

Um casal de religiosos foi preso na noite desta quinta-feira (26), por realizar um culto na Igreja Mundial, no bairro Setor Sul, no município de Vila Rica (a 1.116 quilômetros de Cuiabá). O homem de 34 anos e a mulher de 31 disseram que estavam seguindo as ordens do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que incluiu cultos religiosos como serviços essências e que deveriam ser realizados mesmo com a pandemia de coronavírus que já causou 77 mortes no Brasil.
O episódio ocorreu por volta das 19h40. De acordo com informações da Polícia Militar registradas em boletim de ocorrência, uma equipe recebeu denúncia de moradores sobre a realização do culto e aglomeração de pessoas. 

Conforme a PM, em ocasião anterior, o pastor já teria sido orientado sobre os decretos do Município e do Estado que fala das medidas temporárias e restritivas por conta do risco de disseminação do Covid-19.

O casal teria sido orientado a encerrar o culto e dispersar a multidão de pessoas. No entanto, o pastor teria desobedecido a ordem e dito que os policiais estavam errados.

“[Com] bastante ignorância dizendo que estão seguindo ordem do presidente tentado juntamente com a sua esposa a incentivar os fieis contra as autoridades”, descreve a PM na ocorrência.

Na ocasião, a esposa do pastor teria desmerecido o trabalho policial e dito que iria processar os militares. Ainda teria pego um celular para filmar a ação, mas teve o aparelho apreendido, que ainda será usado como prova da ação.

A PM informou que o casal teria reagido de forma eufórica e resistido a prisão. Por isso, ambos foram algemados e levados para Delegacia de Polícia. O caso teria sido acompanhado por um fiscal da Prefeitura de Vila Rica.