quinta, 24 de setembro de 2020

NOTÍCIAS

Data: Quinta-feira, 10 de setembro de 2020     Fonte: Site JNMT

Homem que atirou em indígena durante madrugada em Juína é localizado pela Polícia Civil

O suspeito que invadiu a propriedade estava com roupas molhadas e uma sacola
Arquivo Site JNMT

Por Cleber Batista, Site JNMT

Investigadores da Polícia Judiciária Civil do município de Juína realizaram diligências e durante o trabalho investigativo chegaram ao autor dos disparos contra o indígena Claudinei Leite Tucumã, 24 anos que teria entrado na propriedade durante a madrugada desta quinta-feira (10) no município de Juína.

A identidade do homem não foi revelada, porém o que a polícia apurou é que o homem é um vaqueiro morador da propriedade rural invadida pelo indígena, ela fica localizada as margens da Rodovia MT-170.

De acordo com informações da Polícia Civil o homem que trabalha na propriedade teria dito que durante a noite percebeu que havia movimentação de pessoas no terreno, os cães estavam bastante alvoroçados e começaram a latir.

Então o morador resolveu fazer uma varredura pelo local e avistou um suspeito próximo a algumas motocicletas, o vaqueiro então teria ido até o suspeito e perguntou o que ele estava fazendo; ficando desconfiado com as atitudes do indivíduo.

O suspeito estava com as roupas molhadas e inclusive portava na ocasião uma sacola nas mãos, segundo o vaqueiro nesse momento ele ordenou que o homem saísse da propriedade.

Passado um tempo, os cães novamente voltaram a latir, o vaqueiro ficou preocupado, imaginou que pudesse ser um marginal que estivesse interessado em algum bem da propriedade e tentando preservar a sua segurança e de sua esposa armou-se com uma espingarda e ao percebeu a movimentação do lado de fora próximo a um transformador de energia da residência acabou efetuando pelo menos dois tiros a esmo no escuro; em seguida ele disse que não ouviu mais nenhum tipo de barulho.

O homem prestou depoimento na delegacia; ao Site JNMT o Delegado da Polícia Judiciária Civil no município de Juína Dr Marco B. Remuzzi contou que o homem apresentou a documentação da arma que é regular, ele será indiciado por de lesão grave segundo o delegado.