quarta, 25 de novembro de 2020

NOTÍCIAS

Data: Terça-feira, 20 de outubro de 2020     Fonte: RD News- Allan Pereira

Onça resgatada com 4 patas queimadas é devolvida ao seu habitat, o Pantanal de MT

Reprodução

Após 36 dias de tratamento, Ousado, a onça-pintada macho resgatada dos incêndios com as quatro patas queimadas por bombeiros e pesquisadores da UFMT, retornou para casa, em Porto Jofre, Poconé, o início do pantanal mato-grossense, nesta segunda (19).

Ousado foi tratado com terapia de ozônio, laser e células troncos, no Instituto de Preservação e Defesa dos Felídeos da Fauna Silvestre do Brasil em Processo de Extinção (Nex), em Corumbá de Goiás (GO).

Ele teve uma rápida recuperação. Ganhou nove quilos. Na última quinta (15), ele recebeu alta. De acordo com o instituto, a onça se tornou o símbolo dos animais queimados no Pantanal e chamou a atenção para o impacto dos incêndios no bioma.

A onça foi transportada por terra até Porto Jofre e, em seguida, de barco até o local onde foi resgatado. Ele foi anestesiado e recebeu um colar GPS para monitoramento, nesta segunda (19). O objetivo do equipamento é avaliar sua readaptação no Pantanal. Caso seja percebida qualquer dificuldade para sua sobrevivência, o colar permitirá a localização precisa de Ousado para ser capturado.

Ele será acompanhado de perto pelos guiais locais e pelo pesquisador Fernando Tortato, da organização Panthera, enquanto os dados do colar serão avaliados pela equipe do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnivíros (CENAP), do Instituto Chico Mendes.

Ousado também servirá como espelho para o impacto das queimadas sobre as demais onças. "A volta do Ousado para casa simboliza o esforço de todos que trabalharam no combate aos incêndios florestais e no resgate da fauna afetada", escreveu o Instituto Nex em suas redes sociais