terça, 24 de novembro de 2020

NOTÍCIAS

Data: Quinta-feira, 19 de novembro de 2020     Fonte: Gazeta Digital

DEM e MDB dividem domínio no estado

Democratas ganhou em 25 cidades e MDB em 22, até agora
Reprodução

Seguindo a tradição em Mato Grosso, de que o partido do governador sempre é o que mais elege prefeitos, o Democratas (DEM) terminou as eleições municipais deste ano com 25 candidatos vitoriosos. Um aumento de 200%, já que em 2016 a sigla havia vencido em apenas 8 municípios.


O levantamento é do portal Uol, que também traz o MDB em segundo lugar, com 22 prefeitos eleitos, podendo chegar a 23, caso Emanuel Pinheiro (MDB) vença o 2º turno das eleições em Cuiabá. Apesar disso, o MDB leva vantagem se levar em consideração os 10 principais municípios do Estado. O MDB venceu em Várzea Grande, com Kalil Baracat e Primavera do Leste, com Léo Bortolin. Já o DEM não elegeu em nenhuma das maiores cidades.


O PSB conseguiu eleger 13 prefeitos, seguido do PSDB com 11, PSD com 10, PP com 9, e PDT, PL e SD com 8 conquistas cada. Destaque para o PSDB, que perdeu 27 prefeitos em relação à 2016, quando comandava o governo do Estado com Pedro Taques.


Mesmo assim, os tucanos venceram em duas das 10 principais cidades do Estado: Sorriso e Tangará da Serra. O PSB elegeu em Cáceres, PSD em Barra do Garças, e SD em Rondonópolis com José Carlos do Pátio.


O Podemos e o Republicanos elegeram 5 prefeitos cada. Destaque para Sinop, que elegeu Roberto Dorner, do Republicanos. Já o Podemos poderá eleger o prefeito da Capital, já que tem Abílio Júnior na disputa do segundo turno.


O Patriota (Patri) e o PSL conquistaram 4 prefeituras cada. PSC e PTB elegeram dois prefeitos cada, e Cidadania, Pros, PRTB e PT, um prefeito cada. No entanto, o Cidadania venceu em Lucas do Rio Verde, um dos principais municípios do Estado.