sexta, 03 de julho de 2020

NOTÍCIAS

Data: Segunda-feira, 29 de agosto de 2011     Fonte: Da Reportagem

Médicos festejam cirurgia, mas ainda temem sequelas em Gomes

O médico José Antônio Guasti disse que a cirurgia de drenagem no cérebro do técnico do Vasco, Ricardo Gomes, 46, foi um sucesso. "O resultado foi o melhor possível. A hemorragia foi totalmente drenada", disse o neurocirurgião.

 

Mesmo assim, Guasti informou que é possível que o treinador fique com sequelas por causa do AVC (acidente vascular cerebral) hemorrágico sofrido à tarde, durante o clássico contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, no Engenhão.

 

Segundo o médico, o hematoma se formou na área temporal do cérebro, que comanda as ações motoras. No caso de Gomes, ele pode ter os movimentos do braço e da perna direita e a fala comprometidos pelo AVC.

 

A cirurgia foi encerrada por volta das 23h. O procedimento demorou cerca de três horas.

 

O objetivo era reduzir o hematoma formado pelo AVC. Depois da cirurgia, o treinador permanece internado na UTI (Unidade de tratamento intensivo) do hospital, em coma induzido, e respira com a ajuda de aparelhos.

 

Seu estado continua classificado como "gravíssimo".

 

De acordo com Guasti, somente após 72 horas será possível ter uma ideia melhor do resultado da cirurgia. Gomes deverá ficar internado pelos menos por mais oito dias no Hospital Pasteur, no Méier.

 

Gomes começou a passar mal no início do segundo tempo. Ele deixou a área técnica e se sentou no banco de reservas.

 

Pálido, o treinador não conseguia falar com os companheiros.

 

Em fevereiro de 2010, quando dirigia o São Paulo, o técnico sofreu uma alteração vascular cerebral após o clássico com o Palmeiras e ficou internado, mas, após exames positivos, foi liberado para trabalhar.

 

APOIO

 

O técnico Vanderlei Luxemburgo, do Flamengo, rival de campo neste domingo, apareceu para também prestar apoio ao colega. "Ex-atleta tem sempre uma saúde mais forte. Espero que ele consiga dar essa volta por cima. Torço para se recuperar rápido", disse.

 

Os jogadores do Vasco Fernando Prass e Felipe, além do presidente do clube, Roberto Dinamite, e de familiares, são outros presentes ao hospital.