sábado, 04 de julho de 2020

NOTÍCIAS

Data: Terça-feira, 30 de agosto de 2011     Fonte: Karoline Kuhn

Preços de combustíveis começam aumentar em Mato Grosso

Os preços cobrados aos consumidores pelo litro do etanol e da gasolina vendidos nos postos de Mato Grosso começam a sofrer reajustes, aponta novo levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP). O álcool, por exemplo, o preço médio passou de R$ 1,67 para R$ 1,71 neste mês, sendo que o menor valor encontrado entre 141 postos pesquisados é de R$ 1,55 e, o maior, em R$ 2,19.

 

Para a pesquisa são analisados postos de oito cidades em diferentes regiões e as primeiras alterações identificadas foram em Cuiabá, onde o valor médio passou de R$ 1,64 para R$ 1,68 (o menor está em R$ 1,55 e o maior, em R$ 1,99); nos postos de Várzea Grande, onde a média pulou de R$ 1,65 o litro para R$ 1,77, (sendo o menor R$ 1,64 e o maior R$ 1,99) e, em Sorriso, onde o preço médio subiu de R$ 1,94 para R$ 1,97.

 

Já a gasolina, na média estadual, passou de R$ 2,70 para R$ 2,72 o litro, sendo que o menor valor está em R$ 2,63 e, o maior, em R$ 3,39. Entre as cidades onde já houve reajuste na última semana estão Alta Floresta, onde a média passou de R$ 3,11 para R$ 3,14 o litro; em Cuiabá, cujo preço média era mantido em R$ 2,67 e está em R$ 2,69 e, em Rondonópolis, que passou de R$ 2,91 para R$ 2,93.

 

O aumento nos valores está relacionado com a produção da cana-de açúcar no país, que registra queda de 8,39%. Com isto, conforme o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Bicombustíveis em Mato Grosso (Sindipetróleo), o preço do litro do etanol hidratado que é vendido nas usinas está 45% superior ao mesmo período do ano passado, já o do etanol anidro (que é incluso na composição da gasolina) sofreu alta ainda maior em relação ao ano anterior.